Sebrae-RJ abre programa de capacitação para hospedaria alternativa
07/07/2014 | Brasil Econômico


O Sebrae/RJ assinou com a Riotur uma parceria que possibilitará conhecer melhor a economia gerada pela oferta de leitos pelos pequenos meios de hospedagem no estado. Segundo a Riotur, hoje o Rio conta com 83 albergues, que totalizam 3.370 leitos e 667 unidades habitacionais. A parceria prevê a inclusão dos albergues e hospedagens no estilo “cama e café” integrados à Associação de Cama e Café e Albergues do Estado do Rio de Janeiro (ACCARJ). O trabalho faz parte do Projeto Gestão Turística e Sustentável dos Meios de Hospedagem do Sebrae/RJ que, em conjunto com a ACCARJ tem um período de quatro anos para desenvolvimento de ações de capacitação e de acesso a mercado que visam fortalecer, de forma sustentável, a rede de pequenos empresários do setor.

A associação tem hoje 38 empresas cadastradas, muitas delas com mais de uma filial. Depois da procura por hospedagem alternativa durante a Copa por turistas estrangeiros — que chegou a 84 mil leitos no país, segundo dados do Ministério do Turismo, sendo 22 mil somente no Rio — o objetivo da parceria fechada entre as três entidades é a oferta de acomodações deste tipo com profissionais mais capacitados, que dominem fundamentos de sustentabilidade como parte da gestão profissional. Isso já para a Copa de 2016. Vanessa Cohen, gestora do Projeto Gestão Turística Sustentável dos Meios de Hospedagem do Sebrae/RJ, diz que o foco no Rio é também aumentar o número de leitos no estado que vai sediar as Olimpíadas. “O projeto visa aumentar a visibilidade dessas empresas. A capacitação tem ligação não só com custos e ações de marca, mas com a eficiência energética, a redução do consumo de água e de resíduos”, diz.

SOLUÇÕES & OPORTUNIDADES
- Na onda dos food trucks, que na cidade de São Paulo contam com uma lei que permite a circulação de “estabelecimentos móveis”, variações sobre rodas já começam a pipocar. E aparecem os beer trucks. A marca Santo Bier, franquia de bar delivery de São José do Rio Preto (SP), planeja abrir 2.500 unidades até o final de 2016, em carros Renault. Já a Uniland, importadora de cervejas especiais, criou seu beer truck usando como base um Citröen HY Van projetado após a Segunda Guerra Mundial.
- Nos primeiros quinze dias de funcionamento, a loja Mosaico Brasil, do Sebrae/RJ, no Parque da Bola, na Lagoa, faturou cerca de R$ 168 mil, com mais de 1.100 produtos vendidos para turistas nacionais e estrangeiros.
- té 2016, o faturamento das pequenas e médias lojas virtuais deve chegar a R$ 13,7 bilhões, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). No ano passado, as PMEs do e-commerce faturaram cerca de R$ 5 bilhões. Para 2014, a expectativa é que o comércio eletrônico nacional fature R$ 39 bilhões, e as PMEs respondam por 18% do total.

Moda íntima reúne pequenas e médias
A Fevest, Feira de Moda Íntima, Praia, Fitness e Matéria-Prima, em Nova Friburgo, espera reunir cerca de nove mil pessoas em sua 24ª edição. O evento é voltado para empresários de micro, pequenas e grandes confecções e indústrias de todo o Brasil, além de compradores de varejo e atacado. A expectativa é gerar mais de R$ 47 milhões em negócios.

Bolo típico da vovó adere ao franchising
Em São Paulo, a loja Bolos da Cecília ganhou mercado atendendo a clientes corporativos e consumidores que querem um bolo típico da vovó para o café. O bom resultado de vendas levou a marca a enveredar pelo franchising. O plano da empresa é abrir 15 franquias ainda neste ano.

Sr. Sorvete planeja crescer além de SP
Criada neste ano no interior de São Paulo, a franquia da Sr. Sorvete quer conquistar seu espaço. Com duas unidades próprias, em Cravinhos e Catanduva (SP), e uma linha de 191 sabores, parte para expansão com lojas próprias e no formato express.

2014 © SR. SORVETE